Falando sobre madeira - 01 - Marupá (Simarouba Amara)

Com intuito de comentar mais detalhadamente as madeiras utilizadas na luthieria, inicia-se hoje esta "série", a qual pretende publicar uma postagem semanal sobre alguma madeira em especial. Daremos ínicio comentando as madeiras que são utilizadas, principalmente, para corpos de instrumentos elétricos.

Marupá

Nome Popular: Cabatã-de-leite, Cajurana, Calunga, Caraíba, Caroba, Carrapatinho, Craíba, Cupiúba, Louro-pisco, Malacacheta, Maraupaúba, Marubá, Marupá, Marupá-do-campo, Marupaí, Marupaí-do-campo, Marupaúba, Marupá-verdadeiro, Mata-barata, Mata-cachorro, Mata-menino, Mata-vaqueiro, Paparaúba, Paparaúba-branca, Papariúba, Paraíba, Paraparaíba, Pararaiba, Pararaúba, Parariúba, Paraúba, Pau-paraíba, Pau-praíba, Praíba, Simaruba, Tamanqueira, Tamanqueiro, Caxeta, Caxeta-branca, Caxeta-de-casca-grossa, Caxeta-peluda, (esta denomição Caxeta é comum para madeira brancas e moles em geral, como, por exemplo, aSimarouba Amara espécie Tabebuia cassinoides)
Nome Científico: Simarouba Amara
Nome estrangeiro: n.c.
Árvore: esta madeira possui crescimento relativamente rápido, sendo possível reflorestar. O seu corte é permitido.
Ocorrência: principalmente nas matas de várzea, das Guianas até a Bahia, frequente em toda a Amazônia. Presente ainda nos Estados da Bahia, Ceará e Pernambuco.

Características da madeira: 

Peso: Entre as madeiras (especialmente as nacionais) utilizadas para corpo de instrumentos elétricos, é a mais leve. Apesar de leve, tem boa resistência mecânica.
Densidade: 0,39 g/cm³
Acabamento: madeira com bom acabamento, especialmente na plaina e na lixa. Fácil de trabalhar  e cortar.
Cor: a coloração da madeira, via de regra, é um branco amarelado, que eventualmente possui alguns veios com tons escuros (marrom e preto). Como toda madeira branca, se não houver cuidados na secagem, pode azular em algumas partes, o que não muda a consistência da madeira, apenas a sua estética.
Timbre: Madeira ressonante, seu timbre é médio/agudo, predominando o médio. Muito utilizada em guitarras nacionais visando substituir o alder, por ser uma opção muito mais acessível. É utilizada principalmente nos modelos strato, tele, jazz bass, precision bass. É também uma boa alternativa em instrumentos semi acústicos. Possui boa utilização como tampo em instrumentos acústicos, embora seja um pouco inferior aos abetos. Possui menos agudos que o abeto pra um tampo de violão, pois é uma madeira mais mole, sendo assim absorve mais a energia mecânica fazendo com que os agudos se percam.
Observações: por ser uma madeira mais "mole", é mais indicadas para ponte fixa, podendo ser utilizada para trêmolos também. No entanto, não tem uso indicado para pontes que possuem pivôs, que podem vir a ceder no local de ancoragem da ponte.
Indicações: Guitarra: Corpo / Baixo: Corpo / Acústicos: Tampo
Árvore:
Madeira:

Luthieria Brasil

A Luthieria Brasil é uma empresa situada em Santa Catarina, que tem como proposta suprir as necessidades dos luthiers do Brasil e exterior, especialmente no quesito de matéria prima para confecção de instrumentos musicais. Nossas madeiras são criteriosamente selecionadas, todas completamente secas e excelente qualidade.


Contato pelo email luthieriabrasil@gmail.com

Perfil facebook http://www.facebook.com/luthieria.brasil
Fan page facebook https://www.facebook.com/lojaluthieriabrasil